A Economia Comportamental estuda como as influências cognitivas, emocionais e sociais afetam o comportamento dos agentes financeiros.

Leitura recomendada:

 

 

 

  • LISTA DE VIESES COGNITIVOS – Existem erros de decisão, chamados de vieses, que fazem parte do processo decisório da maioria das pessoas.

 

são atalhos mentais que agilizam as decisões. Porém, elas podem conduzir o investidor a vieses de comportamento.

 

  • TEORIA DO PROSPECTO (OU TEORIA DA PERSPECTIVA) – Esta teoria foi desenvolvida pelos psicólogos Kahneman e Tversky e deram origem ao campo das finanças comportamentais. Entre outras contribuições, ela mostra que as pessoas se comportam de forma diferente em um cenário de ganhos em relação a um cenário de perdas. Isso se deve pela existência de um ponto de referência para a tomada de decisão financeira.

 

  • EFEITO MANADA E GROUPTHINK: SEGUINDO AS MASSAS – Enquanto o efeito manada fala de fazer aquilo que os outros fazem sem saber exatamente a razão, o groupthink trata da tomada de decisão sendo influenciada pelo comportamento em grupos.

 

  • O QUE É O EXCESSO DE CONFIANÇA E O VIÉS DO OTIMISMO? – O excesso de confiança fala da superestimação dos resultados esperados em relação a um bom desempenho passado (como o ganho em operações no mercado de ações, por exemplo); já o viés do otimismo trata de uma superestimação em relação a variáveis não controláveis, como a inflação, taxa de juros, entre outros.

 

  • O QUE AS CURVAS DE INDIFERENÇA NÃO MOSTRAM? – As curvas de indiferençasão velhas conhecidas em disciplinas introdutórias à economia. Porém, o que elas não mostram é a existência de um ponto de referência, que influencia significativamente a tomada de decisão do agente econômico.

 

Fonte: http://www.wrprates.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *