Mostrando postagens com marcador Política. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Política. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 18 de abril de 2017

Deputado de São Paulo afasta funcionária fantasma e coloca o pai dela no cargo

 

Fonte: http://noticias.band.uol.com.br/cidades/noticia/100000854281/deputado-afasta-funcionaria-fantasma-e-coloca-o-pai-dela-no-cargo.html 


A reportagem da Rádio Bandeirantes acompanhou, durante um mês, a rotina de Michelle Menechini Camargo, até então assessora parlamentar do deputado estadual de São Paulo Davi Zaia (PPS). Prestes a se formar em biomedicina, Michelle estudava de manhã e trabalhava à tarde em um laboratório de Alphaville, quase não tendo tempo para exercer seu cargo na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (ALESP)

O próprio pai de Michelle, o coronel da Polícia Militar Rogério Cabral Camargo, confirmou os horários da filha incompatíveis com o trabalho dela como assessora parlamentar. Por telefone, a reportagem conseguiu localizar Michelle, que se recusou a falar sobre o assunto. Irritado, o pai tentou explicar que a filha compensaria as faltas na assembleia durante a semana, exercendo sua atividade durante os finais de semana e também nos feriados. Rogério ainda tentou intimidar a reportagem, lembrando que é oficial da Polícia Militar e que “possui contatos”. 

O deputado Davi Zaia conversou com a rádio e anunciou uma decisão no mínimo inusitada diante dos fatos: exonerou Michelle do cargo e colocou em seu lugar o pai, o coronel da PM. O parlamentar disse que foi uma “troca normal” e garantiu que “o pessoal trabalha”. 

Com quais lideranças a política brasileira vai prosseguir? - Globo News Painel



O jornalista William Waack debate possíveis cenários após as delações da Odebrecht com Luiz Felipe d'Avilla, diretor-presidente do Centro de Liderança Pública, Cláudio Couto, cientista político e professor da FGV, e o também cientista político Eduardo Viola, professor titular de RI da UNB.

Acesse o mp3: 79033_20170416.mp3














quinta-feira, 13 de abril de 2017

Delator diz que Alckmin se reuniu com acionista da Odebrecht e combinou caixa 2; veja vídeo


“Eles ficaram de pé, assim como dizendo ‘acabou o tempo’. O doutor Alckmin pediu para a secretária um cartão que tinha um nome, os contatos, me entregou aquilo lá”, explicou Paschoal. “Ele disse só ‘esse aqui é meu cunhado, aquilo lá que a gente combinou aqui com doutor Araújo'”, completou.

quarta-feira, 12 de abril de 2017

Até tu Brutus? - Alckmin usou cunhado para receber R$ 10,7 milhões, dizem delatores



O governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP) recebeu R$ 10,7 milhões em caixa dois do departamento de propina da Odebrecht, segundo delatores da empreiteira. O acordo de delação homologado pelo Supremo Tribunal Federal diz que um cunhado de Alckmin teria recebido "pessoalmente parte desses valores". Trata-se do empresário Adhemar Cesar Ribeiro, irmão da primeira-dama paulista, Lu Alckmin.

O documento afirma que R$ 2 milhões foram aplicados na campanha do tucano ao Palácio dos Bandeirantes em 2010 e o restante na de 2014, "todas somas não contabilizadas", ou seja, caixa dois. Houve também doação oficial de R$ 400 mil, de acordo com depoimentos de três delatores: Benedicto Barbosa da Silva Júnior, o BJ, ex-presidente de uma das empresas do grupo, e os executivos Carlos Armando Guedes Pachoal, o CAP, e Arnaldo Cumplido de Souza e Silva.

O ministro do STF Edson Fachin mandou para o STJ (Superior Tribunal de Justiça) as citações dos delatores feitas a Alckmin e oito governadores, de todos os matizes políticos: Paulo Hartung (PMDB), do Espírito Santo; Beto Richa (PSDB), do Paraná; Fernando Pimentel (PT), de Minas; Flavio Dino (PCdoB), do Maranhão; Luiz Fernando Pezão (PMDB), do Rio; Marconi Perillo (PSDB), de Goiás; Raimundo Colombo (PSD), de Santa Catarina; e Marcelo Miranda (PMDB), do Tocantins.

Cabe ao STJ investigar os governadores. Outros três também entraram na mira da Procuradoria-Geral da República: Renan Filho (PMDB), de Alagoas, Tião Viana (PT), do Acre, e Robinson Faria (PSD), do Rio Grande do Norte. As denúncias relativas a eles vão correr no STF, pois seus casos têm conexão com investigados com foro perante do Supremo.


Fonte: Folha Online
Este texto foi retirado da fonte acima citada, cabendo à ela os créditos pelo mesmo.

O que Doria fez em 100 dias sobre 4 promessas de campanha - Bárbara Ferreira Santos





Fonte: Exame.com

Este texto foi retirado da fonte acima citada, cabendo a ela os créditos pelo mesmo.

Durante sua campanha, Doria fez mais de cem promessas eleitorais — checamos o que ele conseguiu tirar do papel até agora
access_time10 abr 2017, 06h00 - Atualizado em 10 abr 2017, 15h55

São Paulo — O mandato do prefeito de São Paulo, João Doria Jr., completa 100 dias hoje, dia 10 de abril. Para chegar ao comando da maior cidade do país, Doria se lançou como um “não político” e assumiu o discurso de “bom gestor”. Além disso, fez 118 promessas na campanha eleitoral, o que demandaria cumprir uma meta a cada 12 dias em seu governo. Assíduo comunicador nas redes sociais nos 100 dias de mandato, conquistou fãs e críticos não só entre os paulistanos como entre pessoas de outras cidades e estados, o que o fez a ser até mesmo cogitado como um possível candidato do PSDB para 2018.

Em São Paulo, segundo pesquisa da Editora Abril em parceria com a MindMiners para EXAME.com, 60% dos paulistanos consideram sua gestão como ótima ou boa. De acordo com o Datafolha, sua aprovação é recorde e supera a deseus antecessores. Mas, apesar de toda a popularidade que construiu nesses 100 dias, ele de fato tirou do papel as promessas eleitorais?

EXAME.com separou quatro propostas, em áreas como Educação, Saúde, Mobilidade Urbana e Finanças, para checar o que foi feito até a semana passada. Todas essas promessas foramfeitas durante entrevista para o site de EXAME em setembro do ano passado,durante a corrida eleitoral. (Relembre a entrevista: Quero seguir o exemplo de Michael Bloomberg em SP, diz Doria). Hoje, marco dos 100 dias, o próprio prefeito deve apresentar contas do que já foi feito nesse prazo.

terça-feira, 11 de abril de 2017

O que é esta proposta de reforma política? - Globo News Painel




‎Domingo, ‎9‎ de ‎abril‎ de ‎2017, ‏‎07:13:32

William Waack recebe Marcus André Melo, professor de Ciência Política da UFPE; Christopher Garman, cientista político e diretor da consultoria internacional Eurasia, e Carlos Melo, professor do Insper.






segunda-feira, 10 de abril de 2017

Maia comenta ameaça da CNBB de pregar contra reforma da Previdência




Presidente da Câmara diz que se reforma não for aprovada 'são exatamente os mais pobres que serão prejudicados' (leia mais)


Fonte: Congresso em Foco                                               

Este texto foi retirado da fonte acima citada, cabendo a ela os créditos pelo mesmo.

'O PT não queria que Dilma se reelegesse'

Segundo Jorge Bastos Moreno, Lula esperava desprendimento dela, como Ulisses Guimarães falou para José Sarney: 'é sua vez, Sarney'. Jornalista lança novo livro - Link

Fonte: CBN
Este texto foi retirado da fonte acima citada, cabendo à ela os créditos pelo mesmo.

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

Partido dos Trabalhadores deve lançar em 2017 a candidatura de Lula para a presidência

De acordo com o relato de algumas fontes do Instituto Lula para o jornal Estado de São Paulo é provável que o Partido dos Trabalhadores oficialize entre fevereiro e abril de 2017 a candidatura de Lula para a presidência da república. 

Leia mais 








terça-feira, 13 de dezembro de 2016

TV Aleluia??? - Deputado beneficia o próprio pai ao apresentar projeto que transforma TVA em canal aberto


Filho do telepastor R.R. Soares, que há alguns anos comprou outorgas da TVA, Marcos Soares quer driblar as prerrogativas do Poder Executivo para autorizar os canais de radiodifusão tradicionais. Proposta aguarda análise pela Comissão de Constituição e Justiça da Câmara.   Link


Fonte: Congresso em Foco
Este texto foi retirado da fonte acima citada, cabendo a ela os créditos pelo mesmo

terça-feira, 26 de julho de 2016

Julgamento da chapa Dilma-Temer deve ocorrer em 2017




Para o presidente do TSE Gilmar Mendes, o julgamento deverá ocorrer no próximo ano. Se confirmada esta projeção e a chapa for cassada, não haverá eleição direta. Já que o prazo máximo para um novo sufrágio é dezembro-16.

Leia mais  

FBI coloca offshore de politicos brasileiros na mira



Foram entregues para o FBI pela a ex-esposa de Valdemar da Costa Neto, dono do Partido da República, Maria Cristina Mendes Caldeira, possíveis provas de offshore e provável lavagem de dinheiro de políticos brasileiros.

Leia mais 

Fonte: Opinião e Noticia

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

PT tira Dilma e Lula de propagandas na TV

Cúpula do partido afirma que objetivo é priorizar a defesa da imagem da sigla (leia mais)

Fonte: Opinião e Noticia

Este texto foi retirado da fonte acima citada, cabendo a ela os créditos pelo mesmo.

segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Renan e governo federal: Uma mão lava a outra???

O decreto 8.617 liberou R$ 34 milhões para a construção do Viaduto PRF, na regiaão de Maceió e R$ 1,7 bilhão para obras de duplicação da BR-101.  Este recursos foram destinados para o caixa do governo de Alagoas comandado por Renan Filho (PMDB).  

Decisão estratégica de desenvolvimento ?

Leia mais