Procurador-geral da República abre inquérito sobre suposta omissão de informações por parte de três delatores. Áudios foram entregues somente na semana passada. Investigação não anula provas já obtidas. Em um pronunciamento, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, anunciou nesta segunda-feira (04/09) que abriu uma investigação contra três delatores da JBS sobre a suposta omissão de informações no acordo de delação premiada. Novos áudios foram entregues à Procuradoria somente na semana passada.

Janot afirmou que o resultado da investigação pode resultar no cancelamento dos benefícios obtidos pelos irmãos Joesley e Wesley Batista no acordo de delação premiada. O procurador não revelou o conteúdo das gravações, mas disse que é gravíssimo. “Determinei a abertura de investigação para apurar indícios de omissão de informações sobre práticas de crime no processo de negociação para assinatura do acordo de delação no caso JBS”, afirmou Janot. Os áudios foram entregues ao Ministério Público Federal na última quinta-feira.

Leia Mais

Fonte: Deutsche Welle
Este texto foi retirado da fonte acima citada, cabendo a ela os créditos pelo mesmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *