Durante evento nesta quarta, 26, o prefeito de Osasco Rogério Lins (PTN) disse que não haverá ponto facultativo para os funcionários da prefeitura, participarem da Greve Geral, convocada para sexta, 28, contra as reformas da Previdência e trabalhistas. 

“Não existe essa possibilidade, apesar de defender o direito histórico a greve, fruto de muita luta”, disse.

Prefeitos de diversas cidades do país já publicaram decretos de ponto facultativo, para evitar que os trabalhadores sejam prejudicados ao aderirem à paralisação.

Apesar de negar o ponto facultativo, o prefeito de Osasco garante que “não vai ter nenhum posicionamento autoritário em relação a isso [a participação de servidores na greve geral]”, disse.

Leia Mais

Fonte: Visão Oeste

Este texto
foi retirado da fonte acima citada, cabendo à ela os créditos pelo mesmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *