Há 125 anos morria o pintor holandês, um desconhecido
durante a sua vida e que hoje é considerado um dos maiores da história.
Holanda, França e Bélgica celebram o seu legado.

Link

Deixe uma resposta