Uma viagem rumo ao infinito com escalas em Júpiter e Plutão não custa pouco. A passagem só de ida custou US$ 700 milhões, ou R$ 2,2 bilhões — esse valor, de acordo com a NASA, inclui todo o desenvolvimento da nave, seu lançamento, monitoramento, análise de dados e divulgação da missão.

A que isso equivale?
No período entre 1º de janeiro de 2015 e a elaboração deste texto, os cidadãos brasileiros pagaram ao governo (federal, estadual e municipal) mais de R$ 1,091 trilhão  os dados são do Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo.
Isso totaliza, por dia, R$ 5,369 bilhões de impostos pagos ao governo. Com essa arrecadação, se o Brasil enviasse uma nave a Plutão por dia, ainda sobrariam R$ 1,155 trilhão ao final do ano — um pouco menos que o PIB do México.
Segundo os cálculos da própria Petrobras, lançados no balanço auditado divulgado em abril de 2015, as perdas com corrupção apenas no ano de 2014 totalizaram R$ 6,194 bilhões. Com esse dinheiro daria para lançar a New Horizons, mais duas Voyager (que custaram US$ 865 milhões) e ainda sobraria 1 bilhão de reais para comprar eventuais souvenirs interplanetários.

leia mais… 


Fonte: Instituto Ludwig von Mises
Este texto foi retirado da fonte acima citada, cabendo a ela os créditos pelo mesmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *