Fonte: De Olho no Congresso

Este texto
foi retirado da fonte acima citada, cabendo à ela os créditos pelo mesmo.

Será constrangedor. A CPI da Petrobras põe frente a frente os operadores de propina na operação Lava-jato. O ex-gerente Pedro Barusco fala com firmeza que repassou dinheiro para o ex-diretor Renato Duque e que parte foi diretamente para o tesoureiro do PT, João Vaccari. Os dois negam e por isso amanhã passarão por esta acareação. Primeiro Renato Duque e Pedro Barusco e na quinta-feira Pedro Barusco e o tesoureiro do PT João Vaccari. Ficou para o dia seis de agosto a terceira acareação, entre o doleiro Alberto Yousseff e o ex-diretor Paulo Roberto Costa. 

Todos eles já prestaram depoimento na CPI e provocaram divergências que serão apuradas nestas acareações. Hoje os depoimento serão de representantes de setores de investigação, Jorge Hage, o ex-ministro da Controladoria Geral da República e o presidente do Conselho de Controle de Atividades Financeiras Coaf, Antonio Gustavo Rodrigues. Vai falar ainda aos deputados a viúva do ex-deputado José Janene, Stael Fernanda Janene. José Janene foi o mais citado na CPI como controlador de propinas para o PP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *