“O silêncio é a traça que consome o papel onde estão dispostas as palavras da memória. Dia após dia, a traça devora a memória e nada resta, nem a saudade. Por que escrever uma carta que não será lida? Porque sempre há o risco do destinatário mudar de ideia e abraçar o manuscrito, quebrando o jejum e interrompendo o silêncio.”

Fonte: Blog Visão ao Longe 

Este texto foi retirado da fonte acima citada,
cabendo à ela os créditos pelo mesmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *