Zé Paulo – Por qual motivo escolheu estudar economia?
Juliana Gressen – Porque naquela época eu ainda achava que poderia acabar com a fome do mundo…(risos) então troquei meus livros do Harry Potter pelo “Capital” de Karl Marx. Sempre quis fazer algo relevante, não só pra mim, mas para todos. Economia te dá um conhecimento tão amplo que é possível usá-lo de N maneiras diferentes para auxiliar o próximo…seja na política, no assistencialismo social e até mesmo na educação. Sim, na educação. Certa vez no terceiro semestre quase desisti de economia para fazer gastronomia, porque ví que seria muito difícil eu mudar o mundo sozinha. Então um queridíssimo professor me disse: Hora juliana. Meu sonho também é mudar o mundo, e eu faço todos os dias. Sempre que ouço um aluno me dizer que quer esta mudança também, tenho a plena certeza que estou cumprindo minha parte, à minha maneira, da forma que eu posso hoje. Paulo Scarano. Gênio. Minha paixão pela economia retornou naquele momento, e hoje eu mudo o mundo..da maneira que eu posso.
Zé Paulo – Qual sua opinião sobre o atual momento da política Brasileira?
Juliana Gressen – Nosso atual momento político é um soco no estômago de todos nós que achávamos que agora ia! (risos).  Erro sobre erro, corrupção explícita e o desconforto dessa geração que reclama muito no facebook, mas nada faz. Fazer no sentido de sair do conforto de suas casas e reclamar nas ruas. Após milhões gastos em uma copa que provavelmente será a mais desorganizada, aumento no Bolsa Família (que foi um tapa na cara de quem ainda acreditava de que o programa não passa de politicagem), duplicação da dívida externa…o momento atual na minha opinião é prévia de uma grave recessão que vem pela frente, com ou sem mudança no governo. Não tenho muito o que esperar. Os preços continuarão a subir já que os impostos ao consumidor irão aumentar, os empregos serão reduzidos e sim, a corrupção vai continuar, ou seja, em 12 anos de governo o balanço será zerado. Todo o ganho dos primeiros 8 anos será apagado por inúmeros erros dos últimos 4.
 –
Zé Paulo – O que achou das manifestações de junho de 2013? Elas deixaram algum legado para a sociedade?
Juliana Gressen – Eu adorei as manifestações. Em algumas delas eu estava no meio, andando quilômetros chamando mais pessoas “vem pra rua vem!!”. O triste é que éramos aplaudidos, mas não ganhávamos estes como adeptos. Era mais conveniente aplaudir de casa…comentar no facebook. Muitos acham que não, mas realmente não foram só pelos R$0,20. Foi pelo abuso. Cansaço de sempre ter um governo te extorquindo, acabando com sua renda    na sua cara e ainda te ameaçando caso você resolva protestar. E ai te digo: o que quais vejo hoje são comentários em redes sociais: cadê a galera dos R$0,20?? Depois dizem que não era só pelos R$0,20… Isso nos mostra que os únicos legados que os protestos
deixaram foi a infinita preguiça de se mexer (com as próprias pernas) seguido da grande habilidade de abrir a boca. (risos) É muito mais fácil reclamar que agir. Este é nosso legado.
 
Zé Paulo – Fale um pouco do seu blog de culinária e sobre este mundo dos temperos e sabores.
Juliana Gressen – Meu blog está um pouquinho parado pela falta de tempo, mal do século XXI (risos) Mas de início minha idéia era divulgar meu trabalho como patissier. Mas depois, sabendo que minhas amigas tinham imensa dificuldade para cozinhar, resolvi postar também receitas de pratos fáceis e super diferentes. Pretendo colocar receitas do mundo todo baseadas em uma coleção de livros que comprei para isso. Vai ficar bem bacana. Quem quiser dar uma olhadinha, o blog é o www.fogaodeacucar.blogspot.com.br. Tem postagens mais antigas, mas em breve será atualizado.
Zé Paulo – E como está a vida de empresária no mundo virtual?
Juliana Gressen – Xiii…como empresária do mundo virtual, estou falida! (risos) O ramo que escolhi já conta com as gigantes Dafiti e Postaus, e isso me quebrou porque as pessoas não confiam em sites pequenos (risos). Mas sou uma empreendedora nata e já estou trabalhando no próximo empreendimento! Meu lema é: sou empreendedora, não desisto nunca!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *