Boatos e ofensas divulgados por redes sociais já causaram traumas, agressões e até a morte de pessoas inocentes. O mais recente caso ocorreu no Guarujá e levou à morte da dona de casa Fabiane de Jesus, que foi linchada por seus vizinhos, que registraram o fato em vídeo. Fabiane foi confundida com uma sequestradora de crianças, através de um retrato falado extraoficial publicado na página “Guarujá alerta” do Facebook. A página, com mais de 55 mil seguidores, é uma referência na região como uma prestadora de serviço para a população local. O caso da dona de casa chocou a sociedade, mas não é raro. Só neste último ano, seis justiçamentos receberam destaque da grande mídia. Especialistas ouvidos ressaltaram o aumento da agressividade numa sociedade que protesta contras as instituições organizadas. Para debater o assunto, Alberto Dines conta com a participação dos jornalistas Eugênio Bucci e Fernando Molica e do filósofo Renato Janine Ribeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *