O presidente iraniano, Mahmud Ahmadinejad, pareceu pouco à vontade em sua primeira visita ao Cairo, durante a qual um alto funcionário da instituição teológica sunita Al-Azhar denunciou afirmações “inaceitáveis” de “xiitas” relativas a companheiros do profeta Maomé.

Deixe uma resposta