A decisão da diretoria do Santos em demitir o técnico Dorival Junior em retaliação a decisão dele de barrar Neymar mais uma vez, revelou uma inversão de valores.
O jogador santista Neymar vem praticando um estilo de jogar futebol que muitos consideram como arte. Para outros ele humilha os adversários com seus dribles e jogadas de efeitos. Não quero aqui entrar no mérito desta discussão. Eu particularmente era indiferente neste assunto, mas quando vi pela tv o jogador ofender seu próprio técnico, considerei uma tremenda falta de respeito para com Dorival.
Depois de ter sido barrado no jogo contra o Guarani no ultimo fim de semana. Dorival manteve o veto ao jogador que desta forma não enfrentaria hoje o Corinthians. Mas alegando que poderia ocorrer uma desvalorização de seu jogador a diretoria santista mandou Dorival embora.
Será que em apenas 2 jogos fora Neymar iria se desvalorizado a ponto de perder valor de mercado?
Acredito que não, mas a diretoria do Santos deslumbrada com a recusa que fez ao Chelsea de vender o jogador, acredita que na próxima investida de algum clube europeu irá receber uma quantia “nunca antes recebida neste país por um clube de futebol”. Mediante a isto irá fazer de tudo para proteger o mimado do Neymar. Pois o garoto não pode se frustrar ou receber broncas. Pois pode ficar psicologicamente abalado.
Dorival agiu com coerência , foi ofendido e como o líder do time deve aplicar sanções para insubordinações. Mas o que fez a diretoria do Santos? Transformou Dorival em culpado e esta inocentando Neymar. Uma clara inversão de valores.Este Neymar agora pode achar que é o dono do Santos e qualquer técnico que chegue para treinar sabe que não poderá elevar o tom com o garoto de “emocional de vidro”, senão o mesmo pode ser demitido.
A torcida santista pelo que li em alguns blogs em sua maioria está criticando a diretoria, dizendo que o Santos é maior que Neymar. Atitude louvável. Somente 2 caminhos estão disponíveis para Neymar, ou ele aprende que deve evoluir e manter a cabeça no lugar. Ou pode estar condenado a ser um novo ex – Imperador Adriano.
* José Carmo é estudante de economia e responsável pelo Blog do Zé

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *